ALAMI

Menu

Links

Maria Aparecida Almeida Rosa

Cadeira 43 — LITERATURA
Cadeira 43 — LITERATURA
Patrono: Nadime José Dib (Nadim)

 

        Cida Almeida nasceu em 1951, em Ituiutaba, MG. É filha de Arice Lima de Almeida e Aníbal Junqueira de Almeida e mãe de quatro filhos: Márcia, Robson, Aníbal Neto e Emerson. Diariamente lia a Bíblia para seus pais. Deus, Família, Educação são as alavancas que a impulsionam no caminho prazeroso da arte de escrever. Formou-se em Letras pelo ISEPI — Instituto Superior de Ensino e Pesquisa de ltuiutaba —, e pós-graduou-se em Didática do Magistério do 3.° Grau pela União das Faculdades Francanas, de Franca, SP. Ingressou ainda jovem, quatorze anos, no Magistério. Lecionou em todas as séries e graus como professora de Língua, Literatura e Redação da Escola Estadual “Cel. João Martins”, Escola Estadual “Governador Israel Pinheiro”, Colégio Anglo, Colégio Santa Teresa e FTM — Faculdade Triângulo Mineiro —, acumulando, nesta última, os cargos de coordenadora, professora e revisora. Aposentada há dois anos, exerce várias atividades, quer com aulas particulares, quer como revisora, quer como escritora de crônicas, contos, poemas e romances. Exerce sua profissão com a mesma garra, amor e motivação dos primeiros anos. Indicada para a ALAMI — Academia de Letras, Artes e Música de ltuiutaba — ocupa honrosamente a Cadeira de número 43, a partir de 18 de maio de 2006, sendo seu patrono o inesquecível Professor Nadim José Dib. Está tornando-se conhecida pelo público brasileiro pela sua crônica “Excêntrica”, publicada em dezembro de 2005 na “Antologia NAU Literária”, de Campinas, SP, e pelo seu conto “O dia em que o Zé morreu”, publicado no Jornal do Pontal, de Ituiutaba, MG. Atualmente, está terminando seu primeiro livro: “Falas, contos, crônicas e cartas” Participou da “IV Antologia de Poetas de Ituiutaba (ALAMI, Egil, 2006) e da “V Antologia de Poetas de Ituiutaba (ALAMI, Egil, 2008).

 

* * * * *

Poema:

Êxtase