ALAMI

Menu

Links

Faustino Angelo de Souza

Tesoureiro da ALAMI

Tesoureiro da ALAMI (Cadeira 79 — ARTE CÊNICA)
Cadeira 79 — ARTE CÊNICA
Patrono:
Altair Alves Ferreira

 

         Faustino nasceu em 1937, em Ituiutaba, MG. Em 14 de novembro de 1959, Faustino se casou com Maria de Lourdes Souza. No dia 14 de novembro de 2009, eles voltaram novamente ao altar da Catedral de São José para comemorar 50 anos de matrimônio. Durante esses anos Faustino e Maria de Lourdes tiveram momentos difíceis, mas também viveram, e vivem, momentos alegres. Pais de 7 filhos, 14 netos, 3 bisnetos.

         Faustino tem uma grande paixão pelos relógios, e tudo o que lhes diga respeito, e milita na profissão de relojoeiro há muitos anos. Desde cedo, influenciado por seu pai, envolveu-se com a catira e com a cultura em geral. Foi ator de vários grupos teatrais e fundou um, o Grupo Teatral Pio XII, em 6 de fevereiro de 1962, do qual foi o diretor de várias peças por ele encenadas: "Os transviados", "A múmia do castelo assombrado", "A máquina humana é criminosa". "A casa assombrada", "A velha do além", "A espada mágica", "A mulher do século XX" e outras... Faustino escreveu e dirigiu: "Romeu e Julieta" — encenada em um circo —, "Do tribunal ao cárcere", "O erro de uma mãe", "Formatura de um filho", "As lágrimas de um ladrão", "O hotel do sossego", "O lobisomem", "A moça que dançou com o diabo" e "O casamento do Zé". O slogan do Grupo Teatral Pio XII era "A arte é a interpretação do belo". Desde 1985, Faustino é o diretor do grupo de catira Nova Geração de Ituiutaba, e contribuiu sobremaneira para a realização do 1.º Festival de Catira de Ituiutaba, em 2004, onde os grupos mostraram toda beleza, arte e técnica do catira, que muitos não conhecem. É acadêmico da ALAMI — Academia de Letras, Artes e Música de Ituiutaba —, ocupando a cadeira de número 79, cujo patrono é o saudoso poeta Altair Alves Ferreira. Atualmente, além de continuar na direção do grupo de catira Nova Geração e de consertar marcadores de horas e minutos, Faustino é o Vice-presidente do Conselho Curador da Fundação Cultural de Ituiutaba.

 

            Em 2011, Faustino recebeu, da ALAMI, o Prêmio Mérito Cultural 2011. Clique aqui para ver foto e ler depoimento de Faustino.
 

* * * * *

TROVAS DE CATIRA
        
                    Autor: Faustino Angelo de Souza


Mulherada está de olho
na carteira do caboclo,
elas fazem qualquer coisa
para descolar o troco.
Depois que arrumam a vida
deixam o cara num sufoco.
Numa dessas eu não entro
e quem cair nessa é louco.

No meu tempo de rapaz
eu era muito acanhado,
pra ter uma namorada
era um sufoco danado.
Mas vale quem Deus ajuda
confirma um velho ditado,
hoje eu tenho quem me ama,
vive sempre do meu lado.

Coisa boa nesse mundo
é a gente ter dinheiro.
ser feliz e independente
e nunca ser prisioneiro.
Dançando catira
junto com meus companheiros
animando e alegrando
o nosso povo brasileiro.

Dá licença meus senhores
Dá licença minhas senhoras
Porque não somos daqui
Nós viemos lá de fora
Sabemos que a gentileza
Faz parte da educação
Pois essa é a filosofia
Do Grupo Nova Geração

______________________________________________________
Extraído do livro “V Antologia de Poetas de Ituiutaba” (Alami, Egil, 2008)