ALAMI

Menu

Links

Abadio da Costa Filho
"Badiinho"

 

Cadeira 86 - MÚSICA

Patrono: Abadio da Costa "Badião"
 

         Abadio da Costa Filho, "Badiinho", nasceu em Ituiutaba, MG, em 11 de junho de 1952. É filho de Abadio da Costa "Badião" e Doratildes Alfaiate da Costa. Fez o curso superior de Música na Faculdade Mozarteum de São Paulo, SP. É Professor do Conservatório Estadual de Música “Dr. José Zoccoli de Andrade” de Ituiutaba há 33 anos, onde foi o primeiro professor de violão. Começou a cantar profissionalmente aos 7 anos de idade, na Rádio Platina de Ituiutaba, onde tinha o programa “O menor seresteiro do Brasil”, com duração de uma hora.
        Badiinho é casado com Eliane Natália Pereira da Costa com quem tem três filhos: Karla, Caio e Cassiano. Participou de vários grupos musicais como Os Geniasi (anos 60) e Os Mardenienses (anos 70); e criou outros, como Grupo Vocal e Encontro de Violãoes, ambos do Conservatório de Ituiutaba, e Grupo UaiKToca, de Gurinhatã, MG — este grupo, recentemente, lançou um cd.
        Badiinho é também Professor de Música do Grupo Moçambique Mirim de Ituiutaba e participa da “Confraria”, um grupo de amigos da boa MPB e compositores de Ituiutaba. Participou de vários festivais de MPB. Em 1978, com a música “Desabafo”, de sua autoria, em parceria com Izabel Plazzi, venceu o Festival do Colégio Instituto Marden e em 2000, foi ganhador do 1.º Canto de Ituiutaba interpretando a música “Rio meu”, composição de Lúcio Patrão — outro acadêmico da ALAMI.
        O patrono da cadeira de Badiinho é o seu pai, Badião.